Pesquisas & Informativos

Covid-19 e P&I Marítimo

 


O impacto da pandemia no trade global e a segurança no trabalho fizeram surgir questões sobre operações em andamento dos proprietários de embarcações e sua cobertura sobre proteção e indenização (P&I).

Até recentemente, essas regras da quarentena receberam pouca atenção, pois foram testadas com pouca frequência. A pandemia em andamento, entretanto, as colocou em evidência, expondo certas diferenças na redação – levando os proprietários a questionar se a cobertura pode variar de um clube de International Group (IG) P&I para outro.

Com isso em mente, analisamos essas diferenças e comparamos quais os clubes que mencionam a cobertura que oferecem.

Regras da quarentena

As regras de quarentena da maioria dos clubes envolvem um número de elementos:

  1. Um surto de uma doença infecciosa que resulte em perda.
  2. A doença infecciosa deve estar no interior do navio antes de a regra da quarentena ser acionada.
  3. Alguns clubes possuem condições.

Club Comparation

A tabela a seguir compara as diferenças de abordagem entre os clubes – tanto em termos de conselhos quanto na construção de suas regras de quarentena.

Club FAQs Requirement that infectious disease be on the entered ship? Proviso relating to diverting to a port that might require the ship to be quarantined?
American Yes Yes Yes
Britannia No No2 Yes
Gard Yes Yes Yes
JPIA No No2 Yes3
London Yes Yes Yes3
North Yes Yes Yes3
SOP Yes No No
Skuld Yes Yes Yes3
Standard No1 Yes Yes3
Steamship Yes Yes Yes3
Swedish No1 No2 No
UK Yes Yes No
West Yes Yes Yes
Notas da tabela:
  1. O Standard não publicou suas perguntas frequentes, mas possui uma seção dedicada em seu site dedicada às questões da covid-19. O Swedish está prestes a publicar seu FAQ. Britannia e JPIA enfatizam que forneceram conselhos detalhados a todos os membros que solicitam ajuda.
  2. Embora Britannia, JPIA e Swedish não declarem especificamente que a doença infecciosa deve estar dentro do navio, suas regras limitam-se a perdas específicas ou que envolvam o navio como resultado de um surto de doença infecciosa.
  3. Como discutido acima.

Quanto mais a pandemia continuar, mais dificuldades surgirão com relação aos requisitos de estado e classe em relação à certificação e assim por diante. Todas têm implicações na navegabilidade dos navios e possível prejuízo à cobertura do clube. Como sempre, discussões iniciais e abertas com os clubes são vitais.